Produtividade tóxica: quando a quantidade vale mais que a qualidade

A palavra produtividade surgiu em 1766 através do economista francês François Quesnay.  Mas só tomou força em 1908, quando Henry Ford diminuiu a carga de trabalho para oito horas diárias e dobrou os salários.
Estamos falando de apenas 113 anos atrás.

Após quase 70 anos, com o surgimento de novos métodos desenvolvidos pela japonesa Toyota, o Fordismo se tonou menos eficaz.

Focando no trabalho em equipe, regimes flexíveis e a descentralização de decisões os engenheiros da Toyota perceberam a fórmula  que ajudava a diminuir o desperdício.

Foi um engenheiro da Toyota que deu origem ao Kanban que mais tarde se tornou o Método Kanban.

Com o passar dos anos mais técnicas e ferramentas são utilizadas com o intuito de aumentar a produtividade, no entanto, o foco não é aumentar, mas sim fazer melhor o que é essencial mesmo que com menos recursos.

Vivemos momentos de produtividade diariamente, mas com a intensa demanda e urgência das coisas pouco nos damos conta. Como:

  • Responder e-mails sem precisar sentar num computador;
  • Alterar uma arte em aplicativos de design;
  • Pagar um fatura através de um aplicativo;
  • E descobrir diversas formas de fazer um mesmo bolo só pesquisando através do celular.

Tá tão arraigado na nossa vida que pouco nos damos conta.

E é nessa hora que percebemos que tornamos o que era bom, ruim. Criamos metas irreais, nos frustramos mesmo fazendo tudo que foi necessário, comparamos nossas conquistas com as dos outros e medimos nossa produtividade com base em quantidade.

Nesse post minha ideia é trazer pra você algumas informações sobre produtividade.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE PRODUTIVIDADE

  • É a capacidade de produzir algo com menos recursos.
  • Todos somos produtivos e temos picos e dias de produtividade.
  • Nós não devemos buscar fazer mais, executar mais, mas sim fazer o que é essencial.
  • Ser eficaz, atenciosa e focada em fazer coisas com menos esforço e a mesma qualidade.

QUANDO A PRODUTIVIDADE SE TORNA TÓXICA

  • Quando focamos na quantidade de coisas executadas ao invés na qualidade da entrega.
  • Quando trabalhamos por mais horas e acreditamos estar num dia produtivo mesmo que isso custe horas de sono.
  • Quando sua régua passa a medir produtividade com uma realidade totalmente diferente da sua.
  • Quando nosso foco passa ser o outro: trabalhar mais para alguém, estudar mais do que se aguenta porque alguém determina, manter uma casa extremamente organizada por medo de julgamentos etc.

O QUE TE AJUDA A TER MAIS MOMENTOS PRODUTIVOS

  • Valorizar o sono e dormir o necessário;
  • Alimentação e hidratação do corpo;
  • Manter hobbies e hábitos mesmo em dias mais lotados;
  • Ter pausas e momentos necessários para respiro;
  • Clareza em tarefas essenciais.

Espero que esse post seja esclarecedor pra você e que te ajude a encontrar o eixo entre as extremidades.

Para mais conteúdos sobre planejamento, projetos, produtividade, autocuidado e organização siga o Hábitos no Instagram. 💛

Write A Comment