O Blog

4 livros para quem deseja mudar hábitos em 2022

4 livros que vão te ajudar a mudar hábitos sem dor e praticando o autoconhecimento e autocuidado.

Como diz BJ Fogg em seu livro “A mudança é mais eficaz quando eu me sinto bem e não quando me sinto mal”.

Acreditamos por anos que a mudança de hábitos traz dor e que só seria possível aceitando ela. No entanto desconforto momentâneo não traz dor, mas movimento por sairmos da nossa zona de conforto.

É normal estranhar o novo, sentir dor, não.

Esses livros ajudam de maneiras distintas a incluirmos hábitos respeitando nosso limite, valores e rotinas.

Mude seus horários, Mude sua vida

Esse livro aborda cronotipo e fala sobre a importância de unirmos corpo e mente de acordo com os horários. É possível aproveitar mais os seus dias, evitar o estresse e ter mais saúde usando o seu relógio biológico.

Combinando a antiga sabedoria ayurvédica com as mais recentes pesquisas científicas na área da cronobiologia, Dr. Suhas Kshirsagar explica como sincronizar nossa programação diária com o ciclo natural de luz e, assim, fazer com que todo o sistema trabalhe com menos esforço.


Essencialismo

Sou grata ao universo por ter lido esse livro quando ainda estava na faculdade. O poder do essencialismo é real e eu sou a própria testemunha.

No livro você entende que fazer mais coisas em menos tempo não é sinônimo de produtividade, mas sim fazer as coisas certas no tempo ideal.

Dizer não, cumprir prazos, viver de maneira essencialista na sua vida e no seu trabalho muda sua relação com a rotina e o tempo.

“Se você se sente sobrecarregado e ao mesmo tempo subutilizado, ocupado mas pouco produtivo, e se o seu tempo parece servir apenas aos interesses dos outros, você precisa conhecer o essencialismo.”


Hábitos Atômicos

Esse livro reforçou tudo que eu ja entendia sobre hábitos, mas apresentou técnicas diferentes e simples de serem inseridas na rotina. É possível incluir qualquer hábito se voce souber usar os comportamentos que voce já tem ao seu favor.

Em 4 leis James Clear te ensina a criar um hábito bom e largar outros.

“Se enfrenta dificuldades para mudar seus hábitos, o problema não é você, é o sistema escolhido. Os maus hábitos se repetem sem parar porque você está usando o sistema errado, e não porque não queira mudar. Assim, suas limitações não são a complexidade de seu objetivo, mas a inadequação de seus sistemas.”


Micro-hábitos

E por último, minha leitura mais recente sobre o universo. Micro-hábitos torna qualquer hábito possível reduzindo ao menor esforço e sem contar com a motivação para executá-ló. As leituras de hábitos atômicos são complementares, apesar de abordarem técnicas parecidas, há máximas e leis diferentes em cada obra.

Vários exemplos reais de pessoas que mudaram suas vidas usando o método de Micro-Hábitos.

“Melhorar sua vida é muito mais fácil do que você imagina: basta pegar um hábito, reduzi-lo à última escala e descobrir onde se encaixa de maneira natural em sua vida para que ele cresça praticamente sozinho.”

Esses livros te ajudarão a reduzir hábitos ruins e implementar os que deseja. É possível transformar sua vida criando uma rotina criativa e com significado.

Uma rotina criativa envolve hábitos necessários, hábitos que te aproximam de quem você quer ser, hobbies, adaptação, flexibilidade, menos perfeccionismo e mais autoconhecimento. Livre-se da culpa e comece uma mudança agora.

Espero que esse conteúdo te encontre no momento certo.

Compartilhe:

7 passos para criar um ritual relaxante na hora do banho

Sempre falamos sobre a importância de incluir a pausa na rotina, mas nem sempre conseguimos controlar o desenrolar de um dia, que às vezes pode ser cheio de imprevistos e urgências.

Por isso, reforçamos o valor de criar rituais mesmo nas tarefas mais simples e habituais do nosso dia a dia, como a hora do banho.

Mas antes de te falar sobre o ritual para um banho relaxante, vou te explicar o que é um ritual.

Rituais na rotina

Todos nós temos atividades e hábitos que fazemos todos os dias e muitas vezes se não variarmos se torna engessado e entediante, mesmo sabendo da importância dele para nossa vida. Uma forma de tornar qualquer hábito ou atividade mais especial é criando um ritual para ele.

O ritual consiste em reunir outros micro comportamentos que te ajudam a atingir o objetivo central: realizar com leveza um hábito ou tarefa.

Ou seja, você pode criar rituais de relaxamento, leitura, banho, meditação, estudos e por aí vai.

Benefícios de incluir um ritual na rotina

  • Menos procrastinação
  • Mais momentos de pausa
  • Inclui o autocuidado na rotina
  • Se conecta mais com você
  • Torna atividades simples em momentos especiais
  • Prática o autoconhecimento

Como criar um ritual relaxante na hora do banho

  1. Saiba o que você vai fazer após o banho
    Caso você vá cozinhar, por exemplo, é melhor fazer antes. Se for para academia, vale pensar na temperatura do banho e se o objetivo é ler um livro deitada na cama, um banho quentinho te ajuda a relaxar.
  2. Escolha uma playlist gostosinha para te acompanhar
    Hora de ouvir aquela música que transmite leveza ou sons da natureza para aliviar o estresse e te conectar consigo mesma.
  3. Crie um clima intimista
    Esponjas, incensos e aromatizadores podem te ajudar bastante nesse momento, assim como a luz baixa. Se puder, acenda uma vela e desligue a luz do banheiro, sinta a energia do momento.
  4. Regule a água do chuveiro
    Dependendo de como você esteja se sentindo, a temperatura da água trará benefícios diferentes.

Banho com água quente:

  • Relaxa os músculos
  • Remove toxinas
  • Ajuda a dormir

Água fria:

  • Melhora a circulação
  • Diminui inflamações
  • Aumenta a energia e revigora
  1. Cuide do seu corpo
    Escolha o melhor sabonete, o melhor hidratante e cuide do seu corpo. Para esse momento indicamos o delicioso sabonete NIVEA PURE MILK Sensitive, que possui uma fórmula especial com a preciosa essência do leite e deliciosa fragrância que proporciona uma sensação de pele macia e hidratada durante e após o banho. Tem coisa melhor do que se abraçar quando a pele está macia?
  2. Use uma peça limpa e de tecido delicado
    Seja uma toalha ou um roupão, dependendo do clima, a finalização desse momento é parte crucial. Quando for se secar ou se vestir, se cuide com carinho, use uma toalha limpa e roupas leves.
  3. Pós banho
    Quer fazer skincare? Pode! Mas o foco aqui é o banho, pense em como irá finalizar esse momento.
    O antitranspirante NIVEA DEOMILK SENSITIVE, é um elixir da beleza que contém a preciosa essência do leite, capaz de proteger a hidratação das axilas. Indicado para peles sensíveis, ajuda a renovar a pele da axila irritada, mesmo após a depilação. Perfeito para uso diário.

Agora só descansar!

Repita o mantra:

Os momentos mais preciosos são os que estou em paz comigo mesma!

Compartilhe:

Sobrecarga mental x rotina das mães: O que você pode fazer pra ajudar

Desde que o mundo é mundo sabemos que as mulheres enfrentam de forma desigual, a concorrência à vagas de emprego quando disputadas com homens. Porém, mesmo tendo salários inferiores e menos contratações continuamos executando mais.

Desde que a pandemia começou esse assunto se tornou pauta importante em vários meios de comunicação, mas a realidade é que apesar de ser muito abordado as mudanças ainda não são visíveis. Continuamos fazendo duplas ou triplas jornadas, seja em casa, no trabalho ou em outros departamentos.

Basta 1h de conversa com uma psicóloga para entender que mulheres e homens possuem a mesma capacidade psicológica para desenvolverem as mesmas responsabilidade com tarefas de casa. O grande problema é a cultura em que fomos criadas. 

A função de ser multitarefa é nossa, seja em casa ou no trabalho. Somos nós as escolhidas para resolver problemas que os homens não tentam resolver. Em casa quem tá sempre se preocupando (em sua maioria) com a fralda que está acabando ou com o alergista que precisa ser marcado? somos nós. 

Não, não é um superpoder. É sobrecarga mental e falta de empatia. 

Como ajudar de alguma forma mulheres e mães que estão a todo momento fazendo mais do que deveriam ou dando conta de uma demanda que deveria ser dividida? 

A primeira coisa que quero te dizer é: tudo bem não ter feito nada até agora, o importante é o que você fará a partir deste post.

Como ajudar uma mãe

Evite pedir favores que você pode fazer sozinho

Eu sei, estamos acostumados a pedir ajuda para mães ou mulheres que resolvem problemas rapidamente (todas!). A questão é que quando você para uma mãe ou mulher para pedir ajuda quando você poderia pedir a outra pessoa ou se dedicar mais um pouco, você ajuda a aumentar a sobrecarga mental. Tipo quando um adolescente pede um casaco que tá no guarda-roupa, entende? Evite fazer isso. Se no seu trabalho, há alguma mãe e quase sempre o trabalho de ir na rua ou ajudar um estagiário fica pra ela — tendo outras pessoas aptas para fazer — comece a evitar.

Não elogie uma mãe por dar conta do que outra não dá

É importante reforçar: além de alimentar a rivalidade feminina você faz com que essa mulher acredite que dar conta de tudo à torna diferente e indiretamente ela liga produtividade a autoestima. Quando essa mãe não dá conta ela se sente incapaz e afeta diretamente a sua vida pessoal.

Não cobre uma mãe de lembrar compromissos banais

Num mundo não pandêmico, vocês marcaram uma birita, mas chegou o dia e ela esqueceu. Não jogue nela todo peso “você sempre esquece”, “você só marca”. Tente lembrá-la com antecedência, ela com certeza gostaria de ir, mas a vida de mãe é equilibrar muitas coisas ao mesmo tempo. Quando puder, facilite.

Eterna noção das suas responsabilidades

Se você mora com a sua mãe ou esposa, tente fazer o possível para se lembrar do que é sua responsabilidade. Por mais que você vá fazer assim que ela te lembrar, isso gera um desgaste infernal para nós. Na nossa cabeça repetir isso é como fosse mais fácil pegar e fazer, além de parecer que você esta fazendo um favor pra ela, ao invés de ser sua função.

Evite piadinhas de mau gosto

“Toda descabelada”, “Amiga, você tá igual mãe, hoje!”, “Só pode sair de dia, né?”, “Tá estressada?”.

Além de ser inconveniente, você reforça pensamentos preconceituosos de que mãe é desleixada, triste e deprimida, quando na real somos sobrecarregadas. Evite frases excludentes. Troque isso para “amiga, quer uma massagem?”, “O que aconteceu hoje?”, “Posso fazer algo pra te ajudar?” e se você não puder fazer nada disso, fique quiete. =)

Eu poderia criar uma lista enorme, mas pensei em listar apenas esses 5 tópicos e depois criar um novo conteúdo focando em “como ajudar mães”. Se você quiser sugerir algo, envie um e-mail para equipe@habitosquemudam.com.br. Vamos adorar ter sua colaboração.

Um beijo,
Laris 💛

Compartilhe:

O que é tracker de emoções e como ele pode te ajudar a praticar o autoconhecimento e melhorar sua rotina

Tracker de emoções

Caso você nunca tenha ouvido falar, o tracker de emoções é um gráfico onde você registra os seus estados de humor durante os turnos manhã, tarde e noite.

Qual o sentido de rastrear nossas emoções?

Sabemos que saúde mental é muito importante, mas nada como 2 anos de pandemia para validarmos isso. Observar suas emoções é uma excelente forma para entender como imprevistos, pessoas e até hábitos impactam na sua vida.

O tracker de emoções te ajuda a entender seu estado psíquico e aproveitar melhor os picos de produtividade e potencializar sua rotina.

Se você quiser se conectar ainda mais, avalie seu período menstrual e também os ciclos da lua.

Como o tracker de emoções pode te ajudar

  • Analisar suas emoções

Já falamos a cima, mas vale reforçar. Com o tracker de emoções você acompanha de perto suas variações de humor e percebe em que momento do dia costuma variar mais o humor.

  • Descobrir quando você realiza melhor cada tarefa

Manhã, tarde ou noite? Com o rastreador de emoções você pode analisar como se sente após realizar determinado hábito ou atividade e testar diferentes horários.

  • Analisar seu pico de produtividade

Quando você se sente mais produtiva? Avalie no tracker de emoções e se guia com está ferramenta para determinar quais tarefas irá realizar e incluir nos seus dias.

  • Se desejar, observe as fases da lua e perceber suas influências

Algumas pessoas já usam a poderosa “Mandala Lunar”, mas nem todo mundo se adapta. É possível por no seu tracker de emoções em que fase da lua você se sentiu melhor e aplicar nos próximos meses. Sem esquecer: emoções variam, nada é igual.

  • Observar suas potências e limitações no período menstrual

Como você se sente no período menstrual? pronta para criar? revisar? analisar? Acompanhe suas emoções durante seu ciclo.

O Tracker de emoções é uma das ferramentas que vem no Pack Plan do Hábitos Club. Caso você não conheça, o Hábitos que Mudam tem um clube de assinatura mensal. Todos os meses você terá acesso a:

  • Cartilha com dicas de filmes, séries e perfis para seguir.
  • Adesivos feitos de acordo com a temática do mês
  • Habit tracker
  • Tracker de emoções
  • Cardápio mensal
  • Controle financeiro
  • Planner mensal e muitos bônus!

Para conhecer, clique aqui: https://www.habitosquemudam.com.br/habitos-club/

Compartilhe:

5 dicas para ser produtiva de manhã e focar no que é essencial

Não é a tarefa mais fácil ser produtiva logo ao acordar, mas é possível incluir no seu planejamento apenas o que é essencial e indispensável neste momento. Deste modo você poderá focar na prioridade e incluir práticas de autocuidado que também são importantes para manter os picos de produtividade durante o dia.

Todos nós temos picos de produtividade, já que ninguém consegue ser produtivo o dia inteiro. Identificar quando você consegue produzir melhor ou executar determinada tarefa te ajuda a gerenciar melhor o tempo.

Algumas pessoas funcionam muito bem praticando exercícios à noite, outras somente de manhã.

Há um termo muito conhecido para identificar em qual horário do dia nos sentimos mais dispostos “Cronotipo“.

Se você nunca ouviu falar nesse termo eu te explico.

Cronotipo

É a sincronização de uma pessoa com os ciclos circadianos. O cronotipo de uma pessoa é a inclinação que ela possui para dormir em um horário específico durante um período de 24 horas. Ou seja, ele explica porque algumas pessoas preferem acordar mais cedo e outras mais tarde.

Caso você não saiba o que são ciclos circadianos:

Variação nas funções biológicas de diversos seres vivos, que se repete regularmente com período de aproximadamente 24 horas. Como acordar quando o sol nasce, dormir quando escurece e sentir fome.

Caso você tenha muita dificuldade em produzir na parte da manhã, te aconselho a fazer o teste do cronotipo, aqui.

Voltando ao assunto principal, tenho 5 dicas para te ajudar a ser mais produtiva pela manhã e focar no essencial, veja:

1) Defina sua prioridade na noite anterior

O que você precisa fazer assim que acordar? Mesmo que hajam outras tarefas apenas uma pode ocupar o número 1.

2) Faça pausas

Pausas são importantes para oxigenação do cérebro. A cada período longo de foco, pause por pelo menos 5 minutos. Lembre-se que não é parar para mexer no celular, mas sim para tomar um água, um chá ou respirar.

3) Inclua práticas de autocuidado para ter prazer na rotina

Todos os dias elencamos inúmeras tarefas domésticas e de trabalho, mas nem sempre incluímos práticas de autocuidado, seja essa prática física, mental, emocional ou social. Faça sempre pelo menos uma atividade para si mesma.

4) Tire notificações do telefone e se possível deixe o aparelho distante quando estiver focada

As notificações são desnecessárias na maioria das vezes. Faça o possível para não se distrair com algo supérfluo.

5) Sempre que puder priorize uma boa rotina de sono para ter mais disposição.

Ser produtiva de manhã depende de como foi sua noite anterior. Para conseguir aproveitar suas manhãs, tente dormir mais cedo e evitar estímulos digitais até muito tarde.

Espero que esse post te ajude a melhorar sua rotina matinal.

Beijos

Compartilhe:

8 Lições do livro Micro-Hábitos

Pra quem não conhece, o livro micro-hábitos é um dos grandes e aclamados livros sobre hábitos dos últimos anos. Seu autor é o pesquisador BJ Fogg.

Esse livro aborda a implementação de um hábito de forma natural e uma das suas premissas é tornar este hábito o mais simples possível para que você não desista, pelo menos no inicio, até que o hábito seja consolidado.

Mas além disso o BJ também reforça que não devemos contar com a motivação para manter um hábito.

Ele acredita e comprova que se para realizarmos um hábito precisamos estar motivados, a tendência de falharmos ou abandonarmos é enorme no futuro, afinal, a motivação é traiçoeira.

Está leitura é recomendada para qualquer pessoa que deseja incluir hábitos e atividades em sua rotina. A leitura é simples e o método aplicável até mesmo para quem possui apenas 10 minutos livres na rotina.

8 Aprendizados com o livro Micro Hábitos

1) O micro é poderoso

Começar pequeno pode ser o que falta para que um hábito se naturalize na sua vida. Reduza o esforço para manter constância. O livro reforça que você pode passar anos fazendo 2 flexões por dia, mas o importante é que mesmo doente você nunca irá deixar de fazer, pois não há dificuldade. A tendência é que você evolua, mas sem dor.

2) Não conte com a motivação

Como já falamos acima, a motivação é traiçoeira. Precisamos incluir um hábito que seja micro no inicio para se encaixar na rotina e que você não precise estar motivada para fazer.

3) Tenha um comportamento âncora

Comportamento âncora nada mais é do que algo que vai te levar a executar o hábito que você deseja. Você usa um comportamento natural e habitual para incluir o que realmente deseja fazer. Exemplo: após ligar a cafeteira (comportamento âncora, pois faço todos os dias sem esforço), vou estender o tapete e fazer yoga (hábito que quero executar).

4) Pratique o autoconhecimento e investigue as razões da mudança que você quer fazer

Por que você deseja mudar este comportamento? O que tem te incomodado? Investigue o que te leva a desejar tanto uma mudança e veja caminhos diferentes para atingir.

5) Qual é a sua aspiração

Talvez você não saiba o que significa isso, mas aspiração tem a ver com o desejo de se tornar algo ou atingir determinado objetivo. Uma pessoa não quer apenas comer melhor, ela quer ser mais saudável. Muitos hábitos que você deseja incluir tem a ver com a aspiração que você quer atingir. Exemplo: você doa aos mais pobres, se preocupa com o descarte do lixo, opta por utensílios ecológicos e busca entender sobre o planeta. Qual é a sua aspiração? Se tornar uma pessoa que cuida do meio ambiente e para isso realiza ações que te aproximam deste objetivo. Você pode começa pequeno, mas quase todos os hábitos que você deseja incluir te levam a uma aspiração. Caso os seus hábitos não digam sobre você e sim sobre os outros, essa é a hora de repensar.

6. O sentimento causa mais mudança do que a motivação

A motivação é momentânea, ela vem, mas vai embora. O sentimento não. O sentimento que algum hábito te causa impacta muito na sua ação futura. Se um hábito ou comportamento te causam sensações boas, é provável que você o repita. Já a motivação vai embora a medida que o hábito se naturaliza na rotina.

7. Comemore suas conquistas por mais bobas que pareçam

No livro, BJ Fogg reforça o quão importante é comemorar suas conquistas. Que isso te faz repetir mais vezes, pois reforça a satisfação. Já sabemos o quão importante é vibrar por nossa evolução, mas é importante comemorar até um copo a mais de água caso você esteja tentando fortalecer esse hábito.

8) “A Mudança é mais eficaz quando eu me sinto bem e não quando eu me sinto mal”

Para BJ Fogg não precisamos acreditar que somente na dor, há vitória. Mas sim quando o hábito te causa um sentimento positivo. Tudo que já sabemos como seres humanos, afinal, quantas vezes tentamos implementar hábitos pela dor e falhamos? Por isso é importante praticar o autoconhecimento para incluir atividades a medida que você sente prazer.

Indicamos muito esse livro, pois anda lado a lado com o método do Hábitos para rotinas criativas e planejamento versátil.

O que você achou? comenta com a gente!

Compartilhe:

Como criar metas reais para o mês

Como criar metas reais para o mês

Metas são objetivos que você deseja atingir. Em alguns momentos dentro de um atividade que já está em andamento, como os seus estudos, trabalho ou a evolução de algum hábito pessoal.

Quase sempre criamos metas mensais com objetivo de evoluir em alguma área da nossa vida, como:

  • Evoluir de 2l de água para 3l de água
  • Atingir a nota máxima de uma prova
  • Enviar os relatórios do mês com 5 dias de antecedência

Todas as nossas metas possuem o objetivo de nos tirar da estagnação ou nos aproximar daquilo que consideramos excelente — mesmo que num determinado momento.

Mas o que não consideramos são os saltos que precisamos dar para atingir, vejamos.

Se a sua meta neste mês é evoluir algo que você já vinha fazendo como evoluir de 2l para 3l.

Talvez aumentar metade do hábito anterior seja muito, mas criar uma meta de beber entre 2,5l e 3l neste mês pode te ajudar a evoluir aos poucos.

O mais importante é praticar o autoconhecimento e se lembrar que sair do que você fazia ontem já é estar em movimento.

Já quando o assunto é criar metas para o mês se baseando naquilo que você deseja alcançar em algum momento, é preciso ter atenção para não ultrapassar o limite de atividades na sua rotina.

metas anuais

Suas metas anuais são:

  • Me matricular na autoescola
  • Voltar a estudar Italiano
  • Tocar meu projeto paralelo de decoração
  • Reformar a casa

Passou o primeiro semestre e você não conseguiu evoluir muito, mas em julho se motivou a começar de vez a autoescola e se matriculou. Também começou a tocar seu projeto paralelo.

O que você não contava é que o tempo que você tem disponível só cabia uma das duas atividades: autoescola ou projeto paralelo.

Você tem algumas opções, como alterar os dias, mas isso fará com que a autoescola só termine em 2022 e você não quer isso.

Esse é um cuidado que devemos ter na hora de criar metas e resolver aplicá-las todas num único mês.

O que você pode criar de meta mensal para te motivar?

  • Fazer aulas da autoescola 3x na semana
  • Tocar uma tarefa do projeto pelo menos 1x na semana
  • Revisar o andamento do projeto todo final do mês

E quando você finalizar o projeto x, você começa o projeto y. Caso ambos necessitem de atenção e tempo.

Para criar metas reais para o seu mês siga essas dicas

  1. Revise suas metas anuais
    Como falamos anteriormente, é importante saber se as suas metas anuais estão caminhando junto com você ou se alguma será riscada da lista.
  2. Veja se as suas metas te aproximam da pessoa que você busca ser
    Essa meta te aproxima da pessoa que você busca ser? Qual é a sua aspiração?
  3. Essas metas falam sobre seus desejos ou sobre o que projetam em cima de você?
    Yoga pode ser incrível pra mim, mas talvez não tanto pra você. As pessoas querem o nosso melhor, mas não sabem o que é melhor pra gente, somente nós mesmas. Cuidado para não ouvir conselhos e dicas demais que te façam criar metas que não são suas.
  4. Veja se uma meta não disputa tempo com a outra
    Novamente sobre o exemplo a cima. Talvez sua menta dispute tempo com outra, veja qual você deseja realizar neste mês principalmente se o seu tempo for reduzido.
  5. Avalie se essa meta é realmente aplicável para este período
    Algumas atividades e hábitos levam tempo para se naturalizarem. Essa meta é realmente aplicável neste período? Você tá pronto para ela? Ou talvez possa estender o tempo para ir se aperfeiçoando? Considere seu tempo disponível, mas também o seu emocional.
  6. Faça uma análise sobre o seu histórico dentro do tema desta meta para avaliar se você realmente conseguirá cumprir
    Pense que a sua meta é tirar 10 numa matéria da faculdade, mas você não vem atingindo esse número há algum tempo. Considerando o seu tempo disponível para estudar, essa meta é alcançável? Caso sim mantenha. Caso não, reduza.

Espero que esse conteúdo te ajude a criar metas mais reais e aplicáveis.
Comente aqui ou no Instagram. <3

Compartilhe:

Como criar constância e diminuir a procrastinação

Todos nós procrastinamos, faz parte da vida humana, mas é possível diminuir a procrastinação e melhorar a nossa constância.

Constância e produtividade

Todos os dias inúmeros artigos e conteúdos são compartilhados com o intuito de reduzir a nossas procrastinação e falta de foco e na maioria das vezes eles podem mesmo nos ajudar, mas será que tentamos por algo realmente em prática? Possivelmente não.

A nossa maior dificuldade em manter constância e reduzir a procrastinação está em não se enxergar como agente de mudança e isso implica em não encontrar estratégias eficazes pra gente.

Veja bem, você está tentando solucionar uma queixa com base na sua rotina e sabe em quais momentos tende a procrastinar, só você é capaz de listar o que quer melhorar.

Somente a partir disso você deve analisar quais dicas, praticas, métodos e mudanças podem ser aplicáveis a sua vida.

Nesse post eu vou te indicar algumas dicas que reuni dos livros mais eficazes segundo a minha perspectiva sobre hábitos e produtividade.

Como criar constância e diminuir a procrastinação

  1. Diminua a quantidade de demandas
    Em algum momento da evolução humana entendemos que gastar energia e encher nossas listas de tarefas era o que nos fazia ser mais produtivos, mas inúmeros livros e estudos já comprovaram que tendemos a procrastinar quando realizamos mais tarefas e nos permitimos chegar à exaustão. Diminua a quantidade de demandas, mesmo que você esteja com mais tempo livre, foque apenas no que precisa ser feito e inclua um habito por vez.
  2. Evite criar expectativas com atividades e tarefas em fase inicial
    Parece meio clichê dizer isso, mas nesse caso em especial estamos falando sobre fase inicial, momento em que é mais fácil controlar o que sentimos, já que sabemos pouco sobre o que estamos fazendo. Quando você estiver iniciando uma atividade, habito ou mudança na rotina relembre sempre que possível que você está começando e qualquer inclinação é bem-vinda.
  3. Tenha clareza sobre o que realiza e a razão de querer realizar
    Você pode ter o sonho de se tornar chefe do setor da área de comunicação, mas talvez não saiba o que o profissional que ocupa esse cargo realiza. Tudo bem alimentar suas aspirações, mas saiba o que você realmente quer fazer e se suas escolhas estão te levando a isso. Uma outra forma de visualizar com clareza é procurar o habito ou método certo. Pense numa pessoa impaciente que esta buscando reduzir o estresse e a ansiedade através da meditação. Nesse início uma meditação guiada de 30 minutos pode não ser o caminho adequado para incluir o hábito, mas 5 a 10 minutos de pratica de mindfulness pode ajudar, já que o que ela busca é reduzir o estresse e incluir o habito da meditação. O micro é poderoso.
  4. Comece tudo novamente, mas de forma reduzida. Tipo 90% reduzida
    Pense na rotina que você tentou implementar, mas não conseguiu e comece novamente. Ao invés de fazer tudo igual, revisite o que você abandonou e comece de forma reduzida. Se você tenha largar o celular a noite, ao invés de parar as 21h, tente parar as 21h30 (pensando numa pessoa que usa o celular até as 22h). TUDO que você deseja incluir precisa ser reduzido até que o mínimo esteja sendo feito. Pratique até evoluir.
  5. Crie um ambiente propicio para o que deseja fazer
    Não conseguir focar em tarefas na parte da manhã pode ter relação com a sua mesa de trabalho. Comece a criar um design para os seus ambientes que facilitem aquilo que você deseja realizar. Se o seu foco é fazer yoga ao acordar, deixe o celular distante quando for dormir e o tapete de yoga já esticado na noite anterior. É sempre possível preparar o espaço para evitar distrações e desanimo.
  6. Inclua pausas para evitar a exaustão
    Pausas são tão necessárias quanto a nossa busca incessante por produtividade. O seu descanso, mesmo que mínimo, te permitirá mais foco, alegria e clareza no que se deseja realizar. Pausa evita fadiga, cansaço e doenças.
  7. Use blocos de tempo para te ajudar a manter o foco e reunir tarefas que se relacionam
    Se voce nao sabe o que são blocos de tempo, leia esse post. Com blocos de tempo é possível manter o foco e o animo ao realizar tarefas que se relacionam. Na minha rotina tenho dois blocos de tempo: rotina matinal e tarefas da tarde. O bloco de tempo matinal envolve: yoga, meditação, café da manha e leitura. Isso me ajuda a deixar todo um ambiente preparado para que um comportamento leve ao outro. Também sei que só tenho de 06h às 08h pra isso.

Você é capaz de diminuir a procrastinação, acabar não, pois faz parte da vida humana. Me conta o que achou desse post.

Beijos, Lari!

Compartilhe:

Planejamento para relaxar no final de semana

Parece meio doido ter um planejamento para descansar aos finais de semana, mas se você for uma pessoa atarefa ou que quase sempre mantém a mente cheia deve ser do time que fica meio perdida no final e semana.

Esse post é pra te ajudar a aproveitar o final de semana da forma que você preferir. Seja descansando ou relaxando, menos trabalhando.

Ah, claro que você pode trabalhar aos finais de semana, eu mesma sempre faço isso, mas esse post é pra quem quer relaxar mesmo, sem trabalho, please! As vezes a gente precisa recarregar as energias longe de projetos para descansar a mente.

Algumas pessoas preferem ter momentos de descanso e tocar um projeto aqui ou ali quando necessário mesmo aos finais de semana. Eu faço parte desse grupo, mas porque sou empreendedora e eu mesma faço meus horários (quase sempre). No entanto a maior parte da população cumpre o famigerado horário comercial que oscila de 6 a 8 horas de trabalho.

Mesmo as que podem fazer seus próprios horários e optam por trabalhar aos finais de semana se necessário precisam de pausas longas ou não tão longas – considerando que 2 dias é bem pouco.

E esse post vai te ajudar a criar um planejamento para relaxar no final de semana, livre, sem culpa e até – sem faxina, se possível!

1. Crie uma caixa de entrada com todas as tarefas da semana

Liste todas as tarefas que você precisa fazer nesta semana, inclusive as que costuma fazer aos finais de semana, como faxina. Organize-as para fazê-las a cada dia da semana, considerando apenas de segunda à sexta. Deixando esse final de semana livre.

Sobre faxina

Se for possível, nesta semana, faça um força tarefa para não precisar faxinar a casa no sábado, “dê um jeitinho” durante os dias ou faça um acordo consigo mesma de dar uma faxina mais pesada na próxima semana.

2. Pratique meditação nesta semana por pelo menos 5 minutos para ir desacelerando

Tente meditar todos os dias para ir desacelerando os pensamentos e reforçar a ideia de que este final de semana você fará um detox.

3. Faça uma lista com 3 coisas que gostaria de fazer

Desde dormir, pintar com guache com as crianças até maratonar Harry Potter. Apenas coisas leves que você ama, mas nem sempre consegue fazer no final de semana. No mundos dos sonhos seria perfeito ter uma casinha no meio do mato para se enfiar, né? Mas nem todo mundo tem (nem eu!). Se estiver calor e você tiver um espaço livre aproveite para pegar sol, ler um livro e até tomar algo refrescante.

4. Desligue seu celular ou apague as redes sociais por algumas horas 🤤

Eu sei, esse é radical. Muito! Mas pode te ajudar a explorar sua casa e sua criatividade. Fique longe do telefone por um tempo e conheça novamente seus móveis ou as pessoas que moram com você. hehe.

5. Movimente seu corpo

Costumamos encarar o relaxamento como não se movimentar, mas na real não tem nada a ver com isso. Você pode relaxar dançando um pouco, cantando de peito aberto, fazendo yoga por 10 minutos ou até brincando de pega com o filho. Apenas se movimente.

Espero que essas dicas te ajudem a ter o final de semana de Detox e aproveitando o tempo da maneira que você quiser.

Compartilhe:

Como manter a programação da semana

O que você programa na sua semana? Quais são as demandas que você atende?
Quase sempre temos padrões repetidos na nossa vida e mesmo assim as coisas fogem do nosso controle.

Nesse post vamos falar sobre programação semanal.

Desapegue da ideia

Primeiramente desapegue da ideia de manter dias iguais na sua rotina. A menos que você anote apenas o básico, como: café da manhã, horário do trabalho e horário do jantar, fora isso, sempre que houver mais detalhes na rotina, mais vezes você irá encontrar “falhas” ou “tarefas não cumpridas”.

Se apegue ao pensamento de que: apenas o essencial importa. Nem o que é menos e nem o que é mais. O que é essencial.

Se quiser entender mais sobre rotina criativa, leia esse post.

Detalhes na rotina

Quando digo que quanto mais detalhes mais falhas, não quero dizer que detalhar é ruim, mas sim que tudo que você acompanha pessoalmente é mais fácil de encontrar “erros” mas eu prefiro chamar de “melhorias”. Detalhes são as listas de caixa de entrada, por exemplo. Quem usa planner costuma preencher o planejamento não com as tarefas marcadas, mas também com as que gostaria de fazer.

Melhorias na rotina

Quando você passa a acompanhar suas tarefas importantes e organizar sua vida com base no tempo disponível e incluindo descanso, você cria um olhar mais atento. Ao invés de visualizar como falhas ou tarefas não cumpridas, se pergunte: o que posso fazer para melhorar?

O que você tem incluído a mais nos seus dias que tem te deixado mais cansada ou ansiosa? Cuidado com os excessos. Use o que não foi cumprido como medidor para avaliar “quando é o melhor momento para fazer essa tarefa?” ou “o que vem antes disso que me faz perder o foco?”.

Motivação reduzida a zero

No mês passado eu voltei a correr e todos os dias usava como motivação correr 3km, pois considerava fácil. De inicio funcionou, mas a longo prazo eu deixei de realizar. Claro que no inicio pensar “correr 3km” era motivador, mas passados 20 dias não era mais. Tente incluir apenas aquilo que você sabe que não deixará de cumprir. No livro Micro hábitos, leitura do mês do Hábitos Club, você pode entender bem como isso funciona.

Ao invés de pensar “vou correr 3km” todos os dias, mudei para “depois de deixar o Gael na escola vou para academia caminhar”. Não tenho pra onde fugir e não criei uma meta que me causaria “desânimo” ao invés de motivar.

Planejamento essencial

Falamos sobre detalhar a rotina e realmente ajuda muito a enxergar possibilidades de melhoria, mas não use isso para incluir coisas a mais. Além de criar um planejamento cheio de tarefas, você perde espaço para o que realmente é essencial. Tenha uma lista de entrada daquilo que precisa realizar na semana. Planeje o que possui data e sempre que sentir o dia mais leve recorra aquela lista com tarefas que seria interessante fazer.

Clareza no que se é preciso realizar

O que você precisa realizar nesta semana?

Nosso cérebro entende que se há espaço, cabe mais e com isso sempre que temos semanas mais folgadas tendemos a enche-la de compromissos que não serão cumpridos. Se estamos de férias incluímos na checklist “arrumar guarda-roupa, destralhar gavetas, doar roupas etc” na mesma semana. A chance de não cumprir nada disso é de 80%.

Qual era o seu objetivo inicial? Destralhar gavetas? foque nela e se couber mais você faz.

Espaço para imprevistos

No inicio falamos sobre detalhes e aqui te digo que você precisa reservar espaço para imprevistos. Se você tem filho por exemplo, precisa comunicar ao seu chefe correto? ou as pessoas que trabalham pra você que sua rotina pode ser alterada facilmente.

Mas não só mães. Qualquer pessoa possui imprevistos na rotina, sempre que puder deixe espaços livre em alguns dias para checagem.

checagem diária

Se eu tivesse dito isso no inicio você iria ignorar, mas depois de ler tudo isso acredito que já tenha entendido o porquê a checagem diária é importante. Você é uma caçadora e o seu tesouro se chama: tempo. Sabe contra o que você luta? desânimo, procrastinação e falta de clareza. Se você checar diariamente você irá criar um compromisso com você e com suas tarefas.

Espero que esse post te ajude! <3

Compartilhe:

Oi! Boas vindas ao Hábitos que Mudam

Larissa Rodrigues é publicitária, criadora de conteúdo e facilitadora de rotinas. Criou a comunidade Hábitos que Mudam, com o objetivo de compartilhar conhecimentos sobre rotina, produtividade e mudança de hábitos de forma criativa e descomplicada para quem tem rotinas agitadas.

habitos-que-mudam-logo

O Hábitos Que Mudam começou buscando tornar simples o planejamento, organização e mudança de hábitos das pessoas. Hoje temos uma comunidade com mais de 350 mil pessoas fazendo mudanças incríveis em suas vidas.

RECEBA AMOR NO SEU EMAIL!